<$BlogRSDUrl$>

sexta-feira, janeiro 30

Em prol da reciclagem 

Ainda hoje falei com várias pessoas que não faziam ideia da importância de separar os resíduos para depois os reciclar.
De forma muito acessível, este site da Comissão Europeia dedica várias páginas ao tema da reciclagem. Aí, fiquei a saber que a reciclagem de uma tonelada de jornais evita a emissão de 2,5 toneladas de dióxido de carbono na atmosfera e poupa 17 árvores, 2,3 metros cúbicos de aterro sanitário, e energia suficiente para aquecer uma casa média durante seis meses! A reciclagem de latas de alumínio economiza, em primeiro lugar, 95% da energia requerida para produzir as latas e evita que outras toneladas de dióxido de carbono sejam emitidas para a atmosfera.

Esta informação talvez faça alguém pensar duas vezes antes de mandar para o lixo indiferenciado um jornal ou uma lata de cerveja.


|

Reciclagem 

É conhecida a baixa taxa de reciclagem em Portugal e também são conhecidas as metas que a União Europeia impõe. Metas que dificilmente atingiremos apenas com o sistema de ecopontos, em que os cidadãos são "obrigados" a deslocar-se para depositar os resíduos recicláveis.

A Câmara de Lisboa está a fazer a recolha selectiva de resíduos porta-a-porta. A exemplo do que já acontecia noutros concelhos, como o de Oeiras, Lisboa aposta neste sistema que facilita a vida aos munícipes.

O sistema arrancou no Bairro Alto, estendeu-se aos Olivais e à parte nova da Alta do Lumiar e, até finais de Março, será alargado a mais três zonas da cidade: Alfama, Santa Catarina e São Paulo.

Apesar de algumas resistências (mudar atitudes e comportamentos não é fácil), o sistema parece que está a ter resultados positivos.

Para as pessoas é mais fácil, pois só têm que separar os resíduos em casa e colocá-los identificados (em contentores próprios, ou em sacos com fitinhas coloridas, dados pela Câmara), na rua, nos dias que a Câmara indica para o efeito.

Já se sabe, amarelo é para embalagens (plástico, alumínio, etc.) e azul para cartão e papel. O lixo indiferenciado vai para o habitual contentor do lixo e as garrafas, essas não são recolhidas porta-a-porta, vão para o vidrão.

Assim, as pessoas não têm trabalho praticamente nenhum, não têm de deslocar-se aos ecopontos para depositar embalagens e cartão/papel.

|

quinta-feira, janeiro 29

Alterações Climáticas em Portugal 

Em Março deste ano, deverão ser publicados em livro os resultados finais do Projecto SIAM-Scenarios Impacts and Adaptation Measures.
Este projecto de investigação, coordenado pelo Professor Filipe Duarte Santos da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, estuda o fenómeno das Alterações Climáticas em Portugal, traça cenários, prevê impactos e propõe medidas de adaptação.

Os primeiros resultados do projecto foram publicados em Junho de 2002.

Ficámos então a saber que, por cá, irá verificar-se uma diminuição apreciável da precipitação e um aumento da temperatura (entre 3 a 4 graus), do risco de incêndios florestais e da erosão costeira.

Para minimizar estes cenários, os investigadores consideram fundamental "descarbonizar" a economia e apostar nas energias renováveis.

|

quarta-feira, janeiro 28

2004 Ano do Ambiente 

O Presidente da República elegeu o Ambiente e o Desenvolvimento Sustentável como tema central da agenda política deste ano.
O objectivo é trazer para a discussão pública as questões ambientais e pôr os portugueses a reflectir e a agir em conformidade.

Na apresentação da iniciativa, o Presidente da República sublinhou a necessidade das políticas de desenvolvimento serem pensadas a médio e longo prazo, de forma a garantir a sustentabilidade para as gerações vindouras.
Segundo Sampaio, "aquilo que fizermos hoje será decisivo para aquilo que seremos amanhã". "Ou ganhamos as populações para o movimento do desenvolvimento sustentável ou têmo-las permanentemente contra".

Também me parece que se têm que conquistar as pessoas, sensibilizá-las, fazê-las compreender o que está em causa. Infelizmente, esse movimento de sensibilização não tem partido dos políticos, mas sobretudo de investigadores e ambientalistas.

|

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Comunidade Portuguesa de Ambientalistas
Ring Owner: Poli Etileno Site: Os Ambientalistas
Free Site Ring from Bravenet Free Site Ring from Bravenet Free Site Ring from Bravenet Free Site Ring from Bravenet Free Site Ring from Bravenet
Free Site Ring form Bravenet